Insatisfação Garantida

Por mais que se esforcem, algumas pessoas não nasceram para atendimento ao público. Um rosto carrancudo, um sorriso escondido, a testa franzida é normal em diversos locais seja no comércio ou escritórios de empresas. Coisa chata. Você entra para comprar e é atendido pela criatura que está a sua frente como se você fosse pedir um favor. Sem contar aqueles que perdem a oportunidade, única de causar um boa impressão. No momento em que você se propõe a entrar em uma loja, comércio, ou empresa, obviamente na maioria dos casos é para comprar, negociar. Existem aqueles que sequer olham para sua cara quando ‘imaginam’, sim imaginam porque até não haver a interlocução não sabe-se o motivo da presença, e desviam o olhar ou ainda pior se esvaem do ambiente quando sente que a pessoa foi ali lhe oferecer algo. ..Isso é Incrível.

Vejo a oportunidade bater em minha porta todos os dias, vejo em cada momento, em cada pessoa um potencial cliente, será que só eu vejo isso?

A insatisfação é garantida, quando ocorre isso nos estabelecimentos. Será que ele, o atendente, muitas vezes proprietária (o), sabe que este cliente em potencial sairá dali com uma opinião formada e pré determinado (a) a não voltar, não indicar e pior, falar mal do local, que é quase que um vício, que costuma estar enraizado em nossa pele. Um elogio é mais difícil, mas um comentário maldoso, opa como cai bem.
Da mesma forma que alguns se deterioram e deterioram a imagem de um estabelecimento com suas ranhuras, assassinando o Aurélio e pior, as vezes achando que tem razão, outros por sua vez usam o extremo do bom humor e a ponta da simpatia para o bem receber. Isso também é um mal desnecessário pois a conduta deste mostra uma insegurança emocional que mecânicamente transfere a você ou a mim que está sendo atendido, aquela sensação de ser apenas mais um. Ser apenas um numero na lista de clientes, amigos ou associados.
De qualquer forma acredito que as entidades que monitoram e agregam valor, da mesma forma que associa estes comerciantes e comerciários deveriam mais ainda apontar suas ações pra o melhoramento destas situações de atendimento. Cursos e palestras devem ser uma constante, deve ser uniforme e pontual nos problemas de comunicação entre o cliente e atendente.

Querendo ou não a associações que representam esta classe, paga o preço junto com o ‘joio’ se que mistura ao trigo desta grande massa de profissionais que são bons no que fazem e amam atender bem. Parabéns a vocês que são bons.
Aos ruins, façam um favor a você e a sua cidade, se profissionalize, faça cursos, procure ajuda das associações, aprenda, estude, ou peça pra sair. Ninguém é obrigado a aguentar sua cara ‘enferruscada’ em um atendimento que pode muitas vezes representar uma boa fatia de mercado aos empresários. Estes que tanto já sofrem para manter sues negócios.

Fica ai a dica. E lembre-se a
‘A satisfação pode ser temporária e momentânea, mas insatisfação é duradoura e destrói negócios’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*